Ubisoft está fornecendo “habitação alternativa” para funcionários na Ucrânia

Após a invasão da Ucrânia pela Rússia ontem, muitos estúdios e empresas de jogos no país do leste europeu começaram a se manifestar e fornecer atualizações sobre o que o futuro próximo reserva para eles. Um grande desenvolvedor de jogos com presença na Ucrânia é a Ubisoft, que possui estúdios baseados na capital Kiev e na cidade portuária costeira de Odesa.

Em uma declaração anterior fornecida à Eurogamer, a Ubisoft afirma que está “monitorando a situação de perto e já implementou várias medidas para ajudar a manter nossas equipes na Ucrânia seguras”, mas não entrou em detalhes específicos. Uma outra declaração postada no Twitter da Ubisoft diz que o desenvolvedor também está fornecendo “suporte financeiro” a seus funcionários. 

No entanto, na última hora, o PORTAL DO GAMER descobriu que a equipe da Ubisoft na Ucrânia não apenas recebeu seus salários antecipadamente, mas também recebeu acomodações alternativas em países vizinhos para funcionários e suas famílias.

“Em toda a Ubisoft, nossos corações estão com nossas equipes na Ucrânia e estamos fornecendo suporte e assistência enquanto navegam neste momento difícil”, disse a Ubisoft ao The Loadout. “A segurança e o bem-estar de nossas equipes e suas famílias são nossa principal preocupação, e a Ubisoft está totalmente mobilizada para apoiá-los no futuro.

“Nos últimos meses, a Ubisoft monitorou de perto a situação e implementou medidas para ajudar a proteger nossas equipes. Na semana passada, recomendamos que nossos funcionários se refugiem em um local que considerem seguro. A Ubisoft forneceu a todos os membros da equipe na Ucrânia fundos adicionais para ajudá-los a cobrir custos excepcionais, como aqueles relacionados a suas viagens e realocação, e pagou salários antecipadamente para compensar qualquer possível interrupção nos sistemas bancários.

“A Ubisoft está fornecendo moradia em países vizinhos onde as equipes e suas famílias podem se abrigar se quiserem e puderem. Para garantir uma estreita ligação com todas as equipas, criámos linhas diretas para responder às suas questões e necessidades e implementámos um sistema de comunicação de emergência caso as infraestruturas fiquem instáveis. Continuaremos a adaptar e reforçar a nossa assistência à medida que a situação evoluir.”

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.